terça-feira, 30 de junho de 2015

Seixal Night Run 2015

Boas!


Eu bem quero acalmar a cena das corridas... mas as provas perseguem-me! Grandas melgas... deslarguem-me, pá :)


Esta prova é à porta de casa, na baía do Seixal, com partida às 22h30 e são só 6 km!
E ainda por cima à borla! Irresistível! Mais sex-appeal junto... não há!


Mesmo com os poucos treinos que tenho feito, e a meio gás, lá terá de ser! E como estava com dúvidas sobre a minha forma atual, ontem realizei um teste num treino de 6,4 km em 30:43 min.
Senti-me bem, e apesar do calor que estava às 6 da tarde, consegui manter um ritmo jeitoso e acabar forte, por isso, siga para Bingo!


Como a prova é já na próxima sexta-feira,  vou ter que alterar pequenas rotinas e cortar com a bejeca e com as caipirinhas até lá! Disciplina total, pois os últimos tempos têm sido uma Vida Loca :)
E depois.. férias (digo eu)!


Hoje é o último dia de inscrição... Seixal Night Run

Hasta









sexta-feira, 26 de junho de 2015

Visita ao Baú! Velhos tempos...

Boas!


Há uns tempos atrás andei a arrumar uns armários e gavetas e encontrei estas preciosidades, todas direitinhas entre os álbuns de vinil.
Já era para ter colocado aqui estas recordações há algum tempo, mas só agora as digitalizei.

Aqui ficam alguns testemunhos das minhas participações em algumas provas da década de 80... numa altura em que distribuíam os diplomas logo após a prova. Ainda não existiam estas modernices de online em PDF, e o login para sacar, e o vídeo da chegada,  etc... e tal!

No corta mato escolar ainda fiz uns brilharetes! :)










Hasta















domingo, 21 de junho de 2015

Treino soft nos Moinhos de Palmela

Boas!

Isto tem andado fraquinho de treinos, com meias horas aqui e ali... ou seja, férias!
Todavia, hoje fui fazer um reconhecimento de um percurso para uma caminhada de um grupo de amigos, nos Moinhos de Palmela - Arrábida e, como o tempo estava fresco de manhã, aproveitei para dar uma corridinha, pois o local, ao estilo de "trail", era convidativo.
O treino em si não foi nada de especial... 7 km em 40:25 minutos, mas as imagens que tirei com o meu telele de guerra (pouca qualidade) provam que o local, esse sim, é mesmo especial...

Ficam as fotos:

Os trilhos são sempre sinuosos e têm muita pedra, o que os torna divertidos:


As ruínas romanas:

Alguns "singles" são espetaculares:


Moinho em ruínas:



Alguns dos moinhos estão arranjadinhos:


Vale de Barris e lá atrás a Serra do Risco, imponente:

O Castelo de Palmela, envolto em nevoeiro matinal...:

Vale de Barris, visto de Palmela, com o Roteiro dos Moinhos à direita:


Hasta!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Corrida do Sal 2015 - rescaldo



 Foto retirada do blog da prova: http://provadosal.blogspot.pt/
 
 
O dia amanheceu cinzento e fresco em Fernão Ferro e fiquei mesmo contente por esse facto! Até fui passear o cão de casaco! Tótil... depois do calor que tem estado, este era um grande dia para correr os 10 km na zona ribeirinha de Alcochete!
Mas, já no carro e conforme me fui aproximando de Alcochete, as nuvens foram-se dissipando e estava um belo dia naquela zona... para a praia, com muito calor e com imensa gente na praia dos Moinhos, que eu desconhecia. Pronto, lá vai ter que ser com calor, o que se há de fazer?
A Praia dos Moinhos tem um enorme areal, uma boa esplanada de apoio e as ruas arranjadinhas e bonitinhas ao seu redor! Sim senhor, hei de ir ali mais vezes!
E a prova? Bom, a prova é difícil e... pitoresca! Gostei de tudo, desde a simpatia da organização, ao percurso, aos abastecimentos estratégicos em locais onde "agora sabia mesmo bem uma aguinha!", tudo bom! Adorei a partida! Nada de apitos, buzinas ou pistolas - ouviu-se um "BORA" e a malta começou a correr! Fantástico! eheheh... melhor, só se fosse um "Ao ataque meus bravos!" :)
A partida é efetuada na praia, no meio de veraneantes, que aplaudiam os atletas a iniciarem a corrida na areia solta, areia esta que só terminava ao fim de uns 100 metros, onde entrámos em terra batida. Isso fez com que o início fosse calmo e controlado, pesado até! Encontrei algumas dificuldades pelo percurso que obrigavam a abrandar, mas nada de especial... uma vala, alguns caminhos com muita erva seca, o calor sufocante na zona da Ponte Vasco da Gama e os dois últimos quilómetros na praia, apesar da maré a vazar. A areia não estava assim tão rija e travava o andamento numa altura em que comecei a sentir algumas dificuldades físicas. A parte final já foi um pouco penosa!
Perto da meta, encontrava-se um singular "placar de classificação", na forma de um miúdo, que sentado na areia ia dizendo aos atletas a sua classificação... 22º, disse-me ele! Espetáculo! Confiei na sua certeza, apesar de ainda não haver classificação geral no "saite". Ainda não sei quantos terminaram a prova, nem a minha posição no escalão M45, mas no início existia uma listagem de participantes com 120 atletas, pelo que fiquei contente com esta prestação!
Na meta e à sombra, haviam águas, bananas, laranjas com fartura para os atletas que iam chegando, e uma simpatia enorme da organização! Parabéns!
Levei para casa algumas lembranças, incluindo um pacote de sal da zona de Alcochete e uma enorme vontade de repetir a prova!
Tenho um único reparo a fazer... tentar realizar esta prova numa altura mais fresca do ano!
 
E pronto... finalmente estou de férias das provas e agora as pequenas corridas que vou dar, serão só para manutenção!


Editado:
Classificação individual - 23º na geral e 8º no escalão M45. Tempo: 50:06 minutos



Classificações


Novamente editado: No blog Maria Sem Frio Nem Casa obtive a informação que a prova teve 10720 metros, o que me deixa mais contente em relação ao tempo realizado.
 

Hasta!

Relato do Corre Jamor 2019

E foi assim o Corre Jamor: Depois de chegar ao Jamor, levantar o dorsal e encontrar a lebre (Moreira), aproximava-se a hora da prova. A m...