Trail VW 2016



Boas!


Só à conta desta organização da VW já são 5 camisolas técnicas na gaveta, pois participei em todas as edições. Sou totalista! :)
É uma prova bem organizada, animada, com aquecimentos e alongamentos antes e pós prova, abastecimentos sem falhas e sempre com a preocupação de inovar. E a malta adere, claro! Além disso é perto de casa, pelo que não poderia deixar passar! Este ano a inovação no "programa de festas" era um trail de 15 km pela Serra da Arrábida, na zona de Vale de Barris, por isso eu tinha mesmo de ir! Este trail poderia ser transformado num Challenge se se participasse na prova dos 10 km do dia seguinte, na Autoeuropa. Isso já seria demasiado para mim, fiquei-me pelo trail.


E lá fui!
De manhã em Palmela fui encontrando a malta dos corre @ correr, e foi-se composto o grupo, prontinho para atacar a Serra da Arrábida. De manhã estava nevoeiro no castelo, de tal modo que não se via a paisagem lá do alto, mas seria de pouca dura... era bom era, pois o calor chegou mais tarde!
Parti de trás, pois fiquei na palheta com o pessoal até às últimas, que por diversas razões, lesões e outros "ões" iriam partir de trás nas calmas. Bom, haveria tempo de recuperar e também convinha não entusiasmar muito no início, pois partindo de um castelo, já se sabe que se vai descer nos primeiros metros. Além disso estava lá o Nelson Cruz... por isso correr para a vitória seria muito difícil!


Partida! Agora que eu já era um cavalo de corrida, iniciei a corrida a trote para chegar à baixa de Palmela já a galope... e passei muita malta naquelas ruelas empedradas! Fui uma cavalgadura!
Daí entrámos na Serra do Louro pela zona dos Moinhos e finalmente na terra batida. Com o pelotão já mais esticadinho, continuei a galopada até subirmos a colina e iniciar a "descida das vacas" para o Vale de Barris. Esta descida, que provavelmente tem esse nome por ter sido fustigada pelos cascos das vacas, é bastante atribulada, com pedras, regos de água e na sua maior parte em singletrack. Resumindo, é perigosa se um tipo se mandar por ali abaixo feito uma vaca louca! Foi o que eu fiz :)


Chegados ao vale, começamos logo a subir a outra encosta para a Serra de são Luis e nem dá para descansar as pernas neste carrocel! O restante percurso foi todo nesta serra, por encostas e vales, magníficos singletracks e subidinhas e descidinhas sinuosas pelo meio da vegetação!
A galopada ia bem até chegar a uma subida perto dos 9º km que obrigou a uma primeira caminhada...
Ainda há malta que tenta subir aquilo a trote, mas cedo percebe que não dá! É possível, mas só cria desgaste e não vale a pena!
E como quem sobe irá descer, logo após o abastecimento dos 10 km (por sinal bastante completo, com água, isotónico e fruta com fartura) aparece uma descida muito comprida com cerca de 2 km, com regos, pedras soltas, socalcos, que não deixavam embalar muito! O raio da descida nunca mais acabava e as pernas já doíam de tanto travar!!!
Um grupo de "caminhantes seniores" fazia a subida e ia aplaudindo os atletas... "Força" diziam eles.
Eu retorqui "Até a descer custa!"
A parte final dessa descida teve alguns metros de alcatrão o que também não ajudou à festa, pois se por um lado se desejava acelerar, mas as pernas já não deixavam e tínhamos de travar!
Logo após essa enorme descida, vinha a subida rainha, com cerca de 2 km e com mais de 200 metros de desnível até ao Castelo de Palmela! Que raio de ideia construir os castelos lá no alto! A essa hora o calor já apertava! Xiça que é tudo contra...!
Começamos a subir, a subir, a subir...  e consciente que iria subir aquilo até lá acima, arranjei um ritmo adequado ao sofrimento de forma a ultrapassar este obstáculo! Eis quando a meio da subida, vejo umas fitas e o staff da organização que nos aponta para uma ribanceira com uns degraus escavados à pazada: "Bora pessoal, é por aqui, está quase!"
Fónix! Que raio de caminho era aquele? Alguns 65/70º de inclinação que obrigavam a rastejar pela "escadaria" acima! Uma parede! Onde está o elevador??? As pernas tremiam cada vez que tinha de subir um degrau... estava no limite, mas só faltavam uns 800 metros! Tinha que subir de qualquer forma e agarrei-me a raízes, arbustos e lá fui subindo! As pernas tremiam que nem varas verdes...
Já nas imediações do castelo, no jardim envolvente ainda haveriam alguns degraus mais "normais" e lá cheguei à zona da meta, finalmente!
Conquistei o Castelo de Palmela e só faltou lá colocar a bandeira!
Na zona de chegada foram-nos entregues uns brindes, umas bolachas VW e haveria fruta com fartura, com destaque para a melancia, muito boa!
Enquanto esperava pela restante malta dos corre @ correr andei por ali a falar com um ou outro conhecido e fui cumprimentar e dar os parabéns ao vencedor da prova, o Nelson Cruz, que não sendo um habitual corredor deste tipo de prova, disse que gostou bastante. Demorou 1h03 para cumprir os 15 km da prova e ainda iria fazer os 10 km de Domingo, para complementar o Challenge VW, que ganhou com um tempo total de 1h35 nas duas provas! Bai lá bai...


Aqui o vosso amigo, fez 1:38:29 no Trail, classificando-se em 83º entre cerca de 500 participantes e 14º no escalão V45.


Os restantes atletas dos corre @ correr foram chegando e como dizia um deles (4º lugar no escalão V65): " Isto é demasiado duro... não é para mim!", mas à noite, a comentar no Facebook, dizia "No próximo ano vou tirar menos fotos e atacar o pódio!"  AH! Afinal o bichinho pegou e era o cansaço a falar... :)


Para o ano deverá haver mais. Será com este formato? Com outro? Em princípio estarei lá!

Hasta


P.S:: Estou todo empenado como há muito não estava... e da Otite, nem sinal!!! :)





10 comentários:

  1. Hehehe ... um empenozito de vez em quando não faz mal nenhum. Não ficaste muito longe do Nelson Cruz, apenas a 3 minutos, só te faltava correr era os 10km no domingo, mas isso são pormenores :P ... parabéns.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Carlos!
      Ok, levei 10 km de avanço! Também não era preciso lembrares isso :)
      Na próxima tenho de treinar mais!

      Abraço

      Eliminar
  2. Muito bom comentário Luís. O resto já disse no Face. - Eheheheh!
    CLopes

    ResponderEliminar
  3. Como é que é descer "como uma vaca louca"?? :D Bom, de qualquer forma resultou, pois fizeste um bom resultado! ;)
    Boa recuperação!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheh é descer por ali abaixo como se não houvesse amanha! Se tivesse um badalo ao pescoço seria uma barulheira na serra! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Parabéns pelo resultado, diversão e empeno :)

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João!
      Foi isso mesmo, um tri! Eh pá... esta soou-me mal... pró ano é que é! :)

      Abraço

      Eliminar
  5. Isso não foi soltar a franca foi depenar a franca! Que grande prova campeão! Parabéns!
    E dá os meus parabéns a malta dos corre @ correr! Sim senhor um nome giro que fica no ouvido sem ser aquela coisa dos runners não sei das quantas com recurso a estrangeirismos pimba! Eles tem blogue ou pagina no Facebook? Gostava de falar deles no UK! Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Jorge! A franga foi realmente depenada e desfeita para fricassé! Ficou tão tenrinha!!! eheheh

      Obrigado pelos parabéns aos corre @ correr! Vou transmitir ao pessoal! A malta dos corre @ correr é um bocado despreocupada na sua organização e não tem blogue ou site a não ser uma referência que fiz já há uns anos numa página do meu blogue: http://acorrernovamente.blogspot.pt/p/actividades-do-correcorrer.html , mas apesar disso, qualquer referência simpática ao grupo será sempre benvinda. Se quiseres perguntar algo ao grupo e aos seus membros manda brasa para o meu e-mail: luis.estevao1968@gmail.com, que eu passo a palavra e até te arranjo umas fotos para compores a "reportagem" ;)

      Abraço

      Abraço

      Eliminar

Passeio noturno Papatrilhos By Night 2017 - video

Boas, Mais um ano e mais uma participação no Papatrilhos By Night. É um passeio fixe e tal, que passa pela Serra da Arrábida, mas...