domingo, 30 de dezembro de 2012

São Silvestre de Lisboa "El Corte Inglés" 2012

Pela primeira vez participei numa São Silvestre, essa prova mítica que conjuga a corrida noturna e o espírito natalício e de reveillon. Foi isso que eu senti nesta prova, pelas sensações absorvidas no meio daquele imenso pelotão e pelas luzes de Natal nas avenidas lisboetas que transformaram esta prova num momento mágico!
Após um encontro com outros colegas que iriam participar na prova efectuei um pequeno aquecimento e integrei a partida! Os animadores de serviço iam cativando o pessoal, com algumas homenagens aos melhores atletas presentes e ouviam-se palmas!
PARTIDA! Demorei algum tempo até começar a correr, mas é sempre assim, com tanta gente!
A prova corria-me bem, e se no início foi difícil abrir caminho pelo meio de cerca de 4500 pessoas que terminaram a prova, que se afunilaram na Rua do Ouro, onde até assisti a quedas, depois naturalmente começou a existir mais espaço e a gincana foi desaparecendo,  permitindo-me rolar melhor e desenvolver uma passada mais consistente. Os primeiros 5 kms eram praticamente planos mas depois disso vinha a temida subida desde o Rossio até ao Saldanha. A presença do público foi uma grande ajuda nesta fase... no Rossio e restauradores estava muita gente a incentivar os atletas! Admito que esta prova custou um bocado, mas se não custasse.. era treino! Mais ou menos a meio da subida da Avenida da Liberdade, vejo em sentido contrário o Rui Silva e o Feiteira a descer em direção à meta. Xiça... que passada que levavam aqueles dois! Depois outros atletas foram aparecendo e iam dando alento para que continuasse a pensar na conclusão da subida. Chegado ao Saldanha, volta para trás (não gosto muito deste formato, mas enfim...) passo a ser um dos que já passava pelos outros a subir e isso deu uma motivação extra ao facto de estar a descer. Pensava eu que na descida ia passar alguns concorrentes, mas naquela zona do pelotão ia tudo lançado por aí abaixo até aos Restauradores! Para não variar... não iniciei o cronómetro e ia "à toa" em relação ao tempo que estava a fazer, mas sentia que ia dentro do meu melhor...
Cheguei à meta a marcar 45:07 minutos, o que já melhorava o meu record pessoal desde a corrida do Destak, mas o chip, sempre atento,  descontou o tempo gasto na gincana que fiz através daqueles que inadvertidamene integraram o pelotão dos Sub-50 e  presenteou-me com 44 minutos certinhos, que passa a ser o meu melhor tempo oficial nos 10 kms. Um minuto a menos, fixe!
Parabéns à organização que se excedeu em tudo, proporcionando um bom momento desportivo e de convívio a todos os participantes! Até as maçãs que ofereceram no final da prova eram boas!

Para a história fica o registo:
744º Dorsal nº994 Luis Estêvão 00:45:07 128º Veterano 2 M Tempo Chip 00:44:00
                                  

Novamente a Treinar, por Lisboa!

Boas! Se há coisa que eu gosto é mesmo do nome deste blogue! Mais adequado não há! Cada treino, prova ou atividade é sempre um retorno,...